sábado, 21 de janeiro de 2017

Fez charminho, mas levou no cu...


Relato por email:

Uma vez precisei chegar a um teatro em um horário determinado para um compromisso.

Eu estava atrasado e peguei um taxi que já estava passando, estavámos a dez minutos do local e puxei conversa com o taxista.

Mas sempre que falava alguma coisa ele dava um jeito de falar de sexo.

Sou boa pinta e segurança e já estava acostumado a levar cantadas de homens, tenho uma mente aberta e bem resolvido com minha bissexualidade e não foi surpresa aquele tipo de conversa.

Ele me cobrou e me passou um cartão com telefone e disse com muito enfase que era o número do zapzap.

Coloquei no bolso e esqueci, no outro dia ao lavar a calça e conferir os bolsos achei o cartão, eu tava sozinho e com tesão e mandei umas mensagens para ele.

A princípio ele afirmou que tinha um relacionamento com uma garota mas conversava como soubesse para onde aquela conversa levaria, sexo.

A conversa não denunciava que dois machos estavam muito afim de transar mas chamei ele para uma "corrida" e fomos para um motel.

Quando o agarrei deixei bem claro que o ativo seria eu, ele disse que eu tinha entendido errado mas não o deixei continuar e dei um beijo na boca.

Minhas mãos se apossaram daquela bundinha lisa, ele não oferecia mais resistência nenhuma e se ajoelhou para mamar a minha rôla.

A visão dquele macho saradinho fazendo uma gulosa em mim quase me fez gozar.

Quando eu já não estava "aguentando" mais o puxei para a cama e mandei ver minha língua naquele rabo, cuzinho e caralho fazendo um vai-e-vem.

Era a hora de socar o cabeção naquele cu, acho que o "charminho" que ele fazia se fazendo de difícil era fetiche dele, começou a implorar para que eu não metesse,  mas a cabeça da rôla já estava arrombando aquele anel todo babado.

Ele arregalou os olhos e eu soube que tinha que meter tudo e agarrar os quadris dele bem firme para ele não escapar.

No popular: "chamei ele nos ovos".

O taxista metido a hetero alí peladinho levando rôla, gemendo dizendo: "ai ai meu cuzinho".

E o melhor de tudo, eu comendo ele e leitando aquele cu.

Depois da primeira veio a segunda, me deitei e levei um banho de gato, me lambeu todo não deixou escapar nada, até nos suvacos.

E como chupou minha rôla, batia na cara e engolia ela toda, colocava meu ovos na boca, sugava o cabeção que chegava a ficar vermelho.

Ele tava querendo mais rôla no cu e com a mão empinou minha rôla e sentou com uma cara de muito prazer e felicidade.

Eu tava dominado por ele e o gozo veio violento, eu não acreditava como um puto podia ser tão safado.

Ele pagou o motel e me levou sem cobrar nada, no dia seguinte no zapzap combinamos para o próximo final de semana, como sempre de forma bem genérica como se nada tivesse acontecido.

Preparado para este sábado quente...


Tom Daley fez sexo virtual com rapaz ano passado e vídeo e fotos podem ter vazado...


Tom revelou que ano passado ele e Dustin ficaram separados por vários meses, e naquele tempo ele parece ter apreciado fazer contato com alguns fãs...

E com um em particular uma "relação virtual" nasceria. Tom enviou várias fotos e vídeo explícito para o rapaz em questão.

Mas ele está arrependido:

"Isso não vai acontecer nunca mais, especialmente agora que decidimos nos casar."

"Tenho 22 anos de idade, eu sou feito de carne e osso e se você falar com alguém através de uma rede tudo pode acontecer. Não foi nada mais do que isso. Não houve contatos físicos."

"Nós, quando jovens podemos fazer coisas na web sem pensar nas consequência do que estamos fazendo."

"Eu não acho que eu tenha feito nada de mais ou menos do que qualquer outro jovem de 22 anos. Lance agora sabe de tudo."


É muito fodão... completo.

O negócio é ter intimidade, a partir daí é só felicidade...


Tem que pegar mesmo...



Dois machos na punheta caçando na net e um resolve sair do armário e mamar o "amigo"... que nunca?


Atleta e nadador Hugo Parisi e seu volume pesado... um hetero gostoso...


Eu também tô com tesão...


Tá afim? eu tô...


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...